Portugal 2020 – Integração tarifária

Designação do projeto | Integração tarifária

Código do projeto | CENTRO-09-1406-FEDER-000022

Objetivo principal | Apoiar a transição para uma economia de baixo teor de carbono em todos os setores

Região de intervenção | Centro – Região de Coimbra

Entidade beneficiária | Município de Coimbra

Data de aprovação | 09.04.2018

Data de início | 28.09.2017

Data de conclusão | 31.12.2019

Custo total elegível | 1.490.865,59 €

Apoio financeiro da União Europeia | FEDER – 1.267.235,75 €

Objetivos, atividades e resultados esperados/atingidos | O objetivo é implementar a
integração tarifária no serviço público de transporte de passageiros no Concelho de
Coimbra de modo a assegurar que, quando estiver concluído todo o processo de
aplicação do novo Regime Jurídico do Serviço Público de Transporte de Passageiros
(RJSPTP), todo o Concelho de Coimbra tenha um sistema tarifário integrado e
multimodal, que não incluirá apenas os atuais produtos disponibilizados pelos SMTUC
(passes, bilhetes pré-comprados, bilhetes horários, bilhetes de bordo, bilhetes com
estacionamento), mas também outros que integrem diversos operadores e modos de
transporte.
Com a integração tarifária espera-se uma transferência modal do transporte individual
para modos de transporte mais sustentáveis, como o transporte público e os modos
suaves, com um impacto positivo em termos ambientais, tanto ao nível da redução das
emissões, como no decréscimo dos consumos energéticos.
Este impacto traduzir-se-á, na globalidade, por uma redução de 731,4 ton CO2
equivalente nas emissões de gases com efeito de estufa (GEE) até ao ano alvo de 2023.
Em termos de operação a integração tarifária implicará, mais especificamente, as
seguintes atividades:
i. Efetuar os desenvolvimentos aplicacionais (software) que incluirão a adaptação do
sistema central / gestão da base de dados para a criação de mecanismos que
possibilitem eventuais repartições de receitas por operadores / fornecedores de
serviços e o alargamento do sistema, para além da rede de transporte público dos
SMTUC.
ii. Adaptar a maior parte dos atuais equipamentos de venda, carregamento e
validação de títulos de transporte do sistema de bilhética “Coimbra conVIDA” dos
SMTUC para possibilitarem a sua integração no sistema multimodal;
iii. Adquirir equipamentos embarcados de validação (validadores), equipamentos
embarcados de venda e validação (consolas), equipamentos de venda,
carregamento e personalização (postos de venda / agentes), equipamentos
portáteis de fiscalização e venda de títulos de transporte e máquinas automáticas
de prestação de contas, para atender ao alargamento do sistema multimodal
“Coimbra conVIDA”;
iv. Integrar no sistema multimodal o já existente passe “Bimodal”;
v. Estender aos operadores, da futura rede municipal de transporte rodoviário de
passageiros, o bilhete multimodal “Deslocações + Estacionamento” do Serviço
Park & Ride disponibilizado nos parques de estacionamento Ecovia, atualmente
apenas válido nos SMTUC;
vi. Promover a criação de mais títulos intermodais;
vii. Garantir a diversificação dos canais e pontos de aquisição / carregamento de
títulos de transporte a utilizar nos diversos operadores de transporte público e de
outros produtos do sistema multimodal “Coimbra conVIDA”, para permitir uma
maior abrangência territorial e de utilizadores, através do desenvolvimento e
implementação de:
– Sistema de carregamento de títulos de transporte em máquinas ATM
(multibanco);
– Sistema de aquisição online de títulos de transporte, que inclua a
funcionalidade do carregamento também poder ser efetuado
posteriormente nas consolas das viaturas de transporte público;
– Sistemas que permitam a utilização de dispositivos móveis (smartphones)
como suporte de títulos de transporte, com o recurso ao código de barras
2D e / ou aos dispositivos que são equipados com chip “sem contacto” (NFC)
(o sistema ficará preparado para acolher estas tecnologias, que serão
implementadas caso se venham a tornar mais fiáveis e difundidas);
– Sistema de venda automática de títulos de transporte que inclua a aquisição
de Máquinas de Venda Automática.
viii. Garantir a qualidade, fiabilidade, segurança e funcionalidade do sistema de
bilhética multimodal.

A presente candidatura surge na sequência da aprovação do PEDU e respetivo
contrato entre o Município de Coimbra e a Autoridade de Gestão do Programa
Operacional Regional do Centro (Centro 2020), datado de 31.05.2016.

Com a presente aprovação pretende-se cumprir os seguintes indicadores de realização
e de resultado:
• Indicador de realização: Sistemas de gestão e informação implementados (N.º)
– Valor de referência: 0,00; Meta: 1,00; Ano alvo: 2019;
• Indicador de resultado: Emissão estimada dos gases com efeito de estufa
(Ton/CO2) – Valor de referência: 238.619,64; Meta: 237.888,24; Ano alvo:
2023.

    pt_PTPortuguês
    en_GBEnglish (UK) pt_PTPortuguês

    Etiam magna arcu, ullamcorper ut pulvinar et, ornare sit amet ligula. Aliquam vitae bibendum lorem. Cras id dui lectus. Pellentesque nec felis tristique urna lacinia sollicitudin ac ac ex. Maecenas mattis faucibus condimentum. Curabitur imperdiet felis at est posuere bibendum. Sed quis nulla tellus.

    ipsim lorum