Designação do projeto | Promoção da eficiência energética na frota dos SMTUC

Código do projeto | POSEUR-01-1407-FC-000021

Objetivo principal | Apoiar a transição para uma economia de baixo teor de carbono

Região de intervenção | Centro – Região de Coimbra

Entidade beneficiária | Município de Coimbra


Data de aprovação | 06.07.2017

Data de início | 03.04.2017

Data de conclusão | 

Custo total elegível | 2.969.625,00 €

Apoio financeiro da União Europeia | FUNDO DE COESÃO - 2.237.453,25 €

Objetivos, atividades e resultados esperados/atingidos | Existem obrigações legais ao 
nível da redução de consumo de energia, emissões de gases com efeito de estufa e 
poluentes atmosféricos. Nas zonas urbanas há grande aglomeração de pessoas que 
irão ser prejudicadas por esses efeitos nefastos, tanto para a sua saúde, como 
também, indiretamente, para a economia destas urbes.
Tendo em atenção que grande parte do efeito negativo acima referido é provocado 
pelos transportes, entende-se que a operação de promoção da eficiência energética na 
frota dos SMTUC contribuirá para um impacto positivo, tanto em termos de redução 
dos consumos energéticos, como no decréscimo das emissões, sobretudo na zona mais 
urbana da cidade, concorrendo para a prática de uma mobilidade mais sustentável na 
cidade de Coimbra.
Este impacto traduzir-se-á, na globalidade, por uma redução anual de 101,19 tep no 
consumo de energia e de 467,67 ton CO2 equivalente nas emissões de gases com 
efeito de estufa (GEE).
Estes resultados contribuirão para os objetivos do POSEUR, enquadrando-se na 
Prioridade de Investimento (PI) 4.v, não só porque se verifica a acima referida redução 
nas emissões de CO2 e outros agentes poluentes, mas porque esta se dá na zona 
urbana da cidade de Coimbra.
A redução dos consumos energéticos da frota dos SMTUC, proporcionados pela 
operação, enquadra-se perfeitamente no apoio à implementação de medidas de 
eficiência energética e à racionalização dos consumos nos transportes e vai ainda ao 
encontro das medidas previstas para o setor dos transportes no PNAEE, para o período 
2013-2016, e no PNAER, para o período 2013-2020, contribuindo para que sejam 
atingidas as metas neles consideradas.
Pretende-se adquirir 10 novos autocarros elétricos (8 standard e 2 miniautocarros), 
com os requisitos para o acesso facilitado para pessoas com mobilidade reduzida, 
destinados ao transporte público de passageiros na área urbana da cidade de Coimbra, 
em substituição de igual quantidade de autocarros convencionais, que serão abatidos.
Incluirá ainda o respetivo sistema de carregamento.

As atividades a realizar são as seguintes:

	•	Aquisição de 8 autocarros elétricos de doze metros de comprimento 
		(standard), com autonomia para cerca de 200 Km em ambiente urbano, e 2 
		mini-autocarros elétricos até seis metros de comprimento. A lotação prevista 
		para os autocarros de doze metros será de cerca de 80 passageiros e para os 
		mini-autocarros cerca de 20 passageiros.
		Todos estes novos autocarros estarão homologados na categoria europeia M3, 
		classe I, cumprindo com os requisitos para o acesso facilitado para pessoas com 
		mobilidade reduzida, destinados para transporte público coletivo urbano de 
		passageiros.
		Prioritariamente, os mini-autocarros elétricos servirão o centro histórico da 
		cidade de Coimbra e os autocarros elétricos standard serão afetos a linhas com 
		uma forte incidência na zona mais central da cidade, que servem os principais 
		pólos geradores e atractores de mobilidade e transportam um maior número 
		de passageiros.
	•	Abate de 10 autocarros convencionais. 
	•	Aquisição de 10 carregadores, que serão instalados na Guarda Inglesa (estação 
		de recolha dos SMTUC), para alimentação da frota de autocarros elétricos e 
		disponibilizados também para o carregamento de autocarros elétricos de 
		outros operadores de transporte público de passageiros.
	•	Aquisição de um novo posto de transformação para alimentação destes pontos 
		de carregamento, o que permitirá o carregamento simultâneo do conjunto dos 
		autocarros durante as horas de menor custo da energia.

Com esta operação, pretende-se cumprir os seguintes indicadores de realização e de 
resultado:

	•	Indicador de realização: Economias de energia nos projetos apoiados no setor 
		dos transportes – meta: 101,19 tep; Ano alvo: 2019.
	•	Indicador de realização: Postos de abastecimento de fontes de energia mais 
		limpas para frotas de transportes públicos – meta: 10; Ano alvo: 2019.
	•	Indicador de realização: Veículos de transporte público movidos a fontes de 
		energia mais limpas – meta: 10; Ano alvo: 2019.
	•	Indicador de resultado: Emissões de Gases com Efeito de Estufa (GEE) – meta: 
		467,67 Toneladas de CO2 equivalente; Ano alvo: 2019.
	•	Indicador de resultado: Poupança de energia primária nas frotas de transportes 
		públicos no âmbito da operação – meta: 67,12 %; Ano alvo: 2019.